Teutônia | Movimento Reconstrução apresenta seus objetivos na Ocergs
14/11/2017

Lideranças também encaminharam solicitações sobre pedidos feitos à Certel e ainda não respondidos

 

               No final de outubro, Alexandre Schneider, Gilberto Frigo e Zilda da Costa, da coordenação do Movimento Reconstrução Certel,  estiveram na Organização das Cooperativas do Estado do Rio Grande do Sul (Ocergs), em Porto Alegre, para apresentar os objetivos da mobilização. O grupo foi recebido pelo presidente Vergilio Frederico Perius e pelo superintendente técnico-operacional, Gerson José Lauermann.  Na oportunidade, os integrantes apresentaram as  motivações do Movimento, destacando aspectos que preocupam os associados. Para o Movimento, apesar de as cooperativas terem apresentando muitos aspectos positivos no decorrer da sua historia, o momento atual é de dificuldade e os últimos anos, tanto Certel quanto Certel Energia tem perdido muito da solidez que já tiveram, com reflexos diretamente ao associado.

               Gilberto Frigo, que já foi integrante da Comissão Parlamentar de Apoio ao Cooperativismo em Teutônia, lembrou a responsabilidade em auxiliar as cooperativas e da necessidade urgente de mudanças.  Analisando a questão desses reflexos no quadro social e o mercado da Certel Energia, o presidente Vergílio manifestou sua preocupação com o recente anúncio do aumento do valor relativo a bandeiras tarifárias. Lembrou que a carga do custo de energia se torna cada vez mais pesado para o consumidor final.

               O Movimento também apresentou duas solicitações formais à Ocergs. A primeira, relacionada a documentos que foram solicitados à Certel e Certel Energia, que ao invés de serem entregues foram encaminhados para parecer da entidade.  O Movimento solicitou agilidade no retorno desse parecer.  Outra solicitação, direcionada diretamente ao Conselho de Ética da organização, diz respeito às iniciativas que contradizem as boas práticas de gestão cooperativa, entre as quais a cassação de lideranças de núcleo de suas funções regionais; a escolha de líderes de núcleo sem votação nas comunidades; retenção de correspondências do Conselho Fiscal, eliminação de associados sem seguir os padrões estatutários e a proibição do acesso a documentos da cooperativa para integrantes do Conselho de Administração. O Movimento solicitou à Ocergs que estas situações sejam sanadas e auxilie para que situações semelhantes não continuem ocorrendo.

               Para Alexandre Schneider, a cooperativa deveria ser um ambiente democrático para exposição de ideias e diferentes pontos de vista. "Recorremos à Ocergs para que ela possa garantir que isso realmente aconteça dentro das nossas cooperativas".

 

 

Fonte: Assessoria de Imprensa

voltar

Resultado da loteria

Extração nº 5320
Realizada em 19/09/2018
1º - 08639
2º - 02010
3º - 44205
4º - 38874
5º - 25433

Recados

22/08/2018 09:05:00
Joana
Bom dia, de Dom Pedrito ouvindo a rádio! Beijão! Bom dia!

22/08/2018 07:32:47
anto desouza
Ei , Eu vejo site www.radiotirol.com.br e seu impressionante.Eu me pergunto se o conteúdo ou banners de opções de publicidade disponíveis no seu site? Qual será o preço se quisermos colocar um artigo no seu site? Nota: o artigo não deve ser qualquer texto como patrocinado ou anunciar ou assim Felicidades anto desouza

16/08/2018 14:06:50
jonas
olá toca a nova da banda ceu e cantos musica que fase do jonas para milena

15/08/2018 14:37:06
Francine Silva
Toca a musica do Marcos farias, o cupido e oferece para o pessoal de Fazenda Vila nova, especialmente pro meu namorado Vitor.


2012 Rádio Tirol FM 87.5 Fone: (51) 3762-3035. Todos os direitos reservados.